quinta-feira, 8 de junho de 2017

Programação de cristais

Que a Tocha de Hékate ilumine sempre o nosso caminho!

Bem, depois de muito tempo sem postar, resolvi retornar com um assunto que estou sempre envolvida: os cristais. O pessoal aqui de casa comenta sobre a quantidade de pulseiras de pedras que eu uso em cada pulso. Meu filho diz que pareço com aqueles "cabides" que existem nas lojas para expôr as pulseiras para venda :)

Não são poucas as pulseiras, mas cada uma delas tem seu significado específico. E cada uma delas deve ser usada em um pulso diferente. A lógica e ordem em que eu as coloco tem todo um fundamento bruxesco por trás :)

Eu voltei a estudar mais a fundo os cristais e, como se sabe, existem algumas regrinhas quando vamos adquirir um cristal ou pedra preciosa (vou abordar esse assunto mais à frente), mas tem uma delas que me deixa meio encucada... A Programação.

Pois é... a gente escolhe o cristal, compra, limpa, energiza e programa. Beleza, mas se cada cristal e pedra já tem seu propósito quando vamos comprar, para quê programar? Por exemplo: "Quero ter sucesso financeiro". Vou comprar uma pirita ou citrino. A resposta já está aí! Vou comprar uma pirita ou um citrino para ir melhor nos negócios... ganhar mais dinheiro, enfim coisas ligadas ao material financeiro. Se essas pedras já são indicadas para isso, me digam para que raios vou programar a pedra? 

Confesso, não me aprofundei ainda no estudo das pedras como eu planejei, mas tenho alguns livros sobre o assunto que versam sobre a utilidade delas. Se uma pedra é para o amor ou amizade: quartzo rosa, por quê eu vou programá-lo? Algum conhecedor de cristais e pedras (os povos antigos) provavelmente testaram a eficácia de determinado cristal para determinada função. Se no teste a ametista serviu para evitar os pesadelos, então ela é pra isso e deu. Para que eu vou programar? Claro, ela tem outras funções, mas vocês estão entendendo o que eu estou querendo dizer? Me parece com algo parecido com uma pessoa querendo programar o sol para esquentar :)

Posso estar dizendo a maior das idiotices, mas deixo claro que é a MINHA OPINIÃO, se alguém discordar sinta-se à vontade, não sou dona da verdade, apenas peço respeito com a opinião alheia :)
Confesso que nos primórdios eu programava minhas pedras, mas hoje eu só limpo e energizo, não vejo sentido em programar. Vejo em sites que explicam como programar determinado cristal tipo: "Eu te programo para curar tal doença"... é o que eu diria para um quartzo verde, mas se a pedra já é pra cura, pra quê programar. É a mesma coisa querer programar um lápis para apagar. E, mesmo que digam que é mais um reforço para a função do cristal, eu discordo. Já imaginaram se eu resolvo programar meu ônix para me trazer dinheiro invés de proteção? Será que vai funcionar? 

É como eu disse antes... tudo vai da intenção de cada um... mas se eu compro uma pedra para proteção acredito não ter sentido eu querer usá-la para outra coisa.

Sei também que nos livros e sites tem o velho: 

"Quando estiver sintonizado com o cristal, diga em voz alta:
Eu programo esse cristal para (descreva seu propósito)."

Mas se a pedra já vem com uma função é só usar para aquela função, claro, depois de limpar e programar :) 
Simples assim. Pelo menos é assim que eu faço com os meus cristais. Provavelmente muitas pessoas vão me criticar, mas como eu falei antes, cada um na sua opinião. Eu não critico (quem sou eu para fazer isso?) quem programa, só acho que é chover no molhado, como programar uma sombrinha a proteger da chuva... 
O que se deve ter bem claro é que, para tudo que formos fazer na Bruxaria, o mais importante é o Bruxo estar em paz, com a mente calma e serena e estar bem ciente do que está fazendo. Porque de nada adianta fazer altas programações no cristal ou pedra se, na hora de fazer o feitiço, não direcionar a energia e não saber ao certo o que está fazendo...
Por hoje é só seres... até a quinta-feira que vem.
Fiquem com a sabedoria de Hékate,

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Absurdo Facebook

Que a Tocha de Hékate ilumine nossos caminhos.

Estou muito indignada... algum idiota do Facebook resolveu denunciar meu blog como conteúdo abusivo e agora eu não consigo compartilhar as postagens daqui no Face. No Twitter está tudo bem, mas no Face.
Oras... nunca ofendi ninguém nem falei mal de outras religiões e, no entanto, estou sendo impedida de compartilhar o conteúdo estudado aqui na rede social :(
Quer dizer, bloqueiam meu blog, ninguém me avisa e aonde está a porcaria do respeito? É a minha religião, por que não posso postar no Face? 
Gente ridícula e intolerante.
Religião nenhuma é melhor que a outra!!!



Por enquanto era isso, espero que essa gente ignorante tenha as ideias iluminadas pela Sabedoria de Hékate e que assim seja e assim se faça,


segunda-feira, 15 de maio de 2017

Cia das Pedras Brasileiras

Que Hécate guie sempre os nossos caminhos!

Olá, hoje vou postar informações sobre uma loja muito boa que vende cristais e pedras preciosas.

Para nós, Bruxos, que estamos sempre utilizando cristais e pedras em nossos rituais, ela é perfeita!
A Cia das Pedras Brasileiras fica no Shopping Total, 2º piso, Loja 2065 - Av. Cristóvão Colombo, 545. Porto Alegre/RS. Telefone: (51) 3030-6365










Sempre que preciso comprar meus cristais para meus rituais, eu vou à Cia das Pedras.
O atendimento é muito bom, o pessoal é super simpático!





Tarot Mitológico - Telefone novo

Que Hécate guie sempre nossos caminhos!

Olá,
Estou aqui postando para comunicar a mudança do número de telefone para quem quiser marcar uma consulta com o Tarot Mitológico.



Até a próxima!


quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O bom filho à casa torna - no meu caso, a boa filha...

Aos Seres Noturnos que por aí habitam, saudações!

Desejo a todos muita paz, saúde e respeito ao livre arbítrio.
Infelizmente, constatei hoje ao abrir o blog, que faz mais de ano que não passo aqui para desejar, no mínimo, que a luz da Lua nos ilumine sempre.
Confesso que senti vergonha por ter me afastado... nem ao menos um sonho eu registrei (embora faça muito tempo que eu não lembro absolutamente de nenhum sonho ou pesadelo...)
Também admito que, com tantas coisas que aconteceram nesse tempo eu optei por largar tudo de mão e não me envolver mais com o esoterismo.
Cheguei ao ponto de DOAR todo o meu altar para uma Entidade da Quimbanda...
Na época achei que estava fazendo grande coisa, mas só serviu para confirmar que eu estava MUITO enganada. Muito mesmo.
Não sei quanto tempo eu precisei para entender que a Bruxaria estava dentro de mim e nunca mais sairia... Eu nasci com ela. Não há escolha. Quando se deixa algo que é natural em nossa vida para trás, em algum momento a vida vem cobrar. Não adianta negar. Em algum momento a Alma vai clamar pelo o que é seu por direito. Em algum momento você vai sentir um vazio tão grande, que se você não voltar a fazer o que sempre fez vai estagnar e "nem com banda de música" vai progredir. E nem em sonho isso vai acontecer...
Foi exatamente isso o que aconteceu comigo. Percebi claramente que eu não progredia. Não importava o que eu fazia. Então aquele vazio começou a crescer de tal forma que eu me senti sufocada, presa em mim mesma. Eu já não era mais eu.
E, percebendo que a situação só tinha a piorar, tomei uma atitude. Identifiquei que o que estava acabando comigo era o abandono de mim mesma que eu permiti que acontecesse. Simples assim. Quando me dei conta já havia doado meu altar, meus instrumentos mágicos, minhas roupas ritualísticas... tudo, até meus pentagramas...
Sorte que tive o bom senso de doar minhas pedras e cristais para o meu filho que adora as pedras. Caso contrário, nem isso eu teria. 
Isso é uma vergonha.
Mas como quem vive de passado é museu, cá estou eu para voltar com tudo. Com tudo mesmo, mas voltar de forma diferente.
Decidi que embora eu já seja Sacerdotisa, eu vou ser humilde e vou reiniciar meus estudos bem do 0, como se eu não soubesse de nada. Passei tanto tempo longe das energias que me cuidam... da Deusa e do Deus que nem sei mais se sou merecedora do conhecimento que adquiri antes...
Então meu plano é esse:
Serei uma iniciante... tudo o que eu for estudando vou colocando aqui, neste blog, que vai ser praticamente um Livro das Sombras on line.
Enquanto escrevo, minha mente voa à velocidade da luz. Já relembrei de tantas coisas que aconteceram comigo neste longo caminho... embora não sejam os ensinamentos de tradições, de livros, são lições que aprendi na prática. E, se não foram pra fazer magia, no mínimo me ajudaram a evoluir.
Bem... hoje vou ficando por aqui. Vou me preparar para o início dos estudos e, como sempre digo...
Que a luz da Lua nos ilumine sempre.





quinta-feira, 26 de março de 2015

Laurie Cabot

Abençoados sejam!

Depois de muito, mas muito tempo longe, retorno hoje para assumir o meu "posto" de bruxa.
Escolhi para o terceiro início postar sobre uma das maiores bruxas de fato da atualidade: Laurie Cabot.


http://www.magiazen.com.br/palavra-chave/laurie-cabot


Laurie Cabot é uma Sumo Sacerdotisa que descende de ancestrais celtas,  norte-americana e uma das primeiras a popularizar a Bruxaria nos Estados Unidos da América.




É autora de livros tais como: The Power of the Witch, The Witch in Every Woman, Celebrate the Earth.
Também fundou a Cabot Tradition of the Science of Witchcraft e Witches’ League for Public Awareness para defender os direitos civis dos Bruxos.
Nos anos 70 foi declarada pelo governador Michael Dukakis como a “bruxa oficial de Salem, Massachusetts” honrando-a assim pelo trabalho prestado com crianças com necessidades especiais.
Laurie Cabot continua residindo em Salem onde tem uma loja mágica chamada The Cat, the Crow, and the Crown (O gato, O corvo e da Coroa).
É talvez uma das bruxas mais conhecidas no mundo.
É considerada a “lenda” de Salem e uma respeitada celebridade local.


Salem, Massachusetts, construiu uma indústria turística em torno de todo o lugar onde, em 1692, um grupo de mulheres jovens alegaram que estavam sendo enfeitiçado por seus vizinhos. Em resposta, 19 pessoas foram enforcadas após ser condenado por bruxaria, um homem foi esmagado até a morte por se recusar a cooperar com o tribunal, e 17 outros morreram enquanto era mantido na prisão.
Laurie Cabot nasceu como Mercedes Elizabeth Kearsey em 1933 na cidade de Wewoka, Oklahoma. Cabot diz que desde criança mantem este interesse pelo ocultismo desenvolvendo-o em Boston enquanto se transformava numa jovem mulher que “assombrava” as paredes na Biblioteca Pública de Boston.
Nos anos 50 trabalhou como dançarina no clube nocturno chamado “The Latin Quarter” propriedade de Lou Walters. Cabot foi questionada por Lou Walters para abrir o seu Las Vegas Latin Quarter cujo pedido recusou. Casou duas vezes e em cada casamento teve duas filhas, Jody Cabot and Penny Cabot as quais foram criadas como bruxas.



Laurie Cabot abriu a primeira “loja de bruxas” (visite: a loja no youtube) no mundo, em Salem na década de 70, a qual foi considerada como um destino turístico e ela como “Bruxa Oficial de Salem”.
Atualmente existem diversas lojas em toda a baixa de Salem, mas foi Cabot que desbravou o caminho para início deste negócio.
Na loja vendia ervas, joalharia, baralhos de Tarot e outros items usados na bruxaria. Mais tarde transferiu a loja para uma velha casa na rua de Essex que chamou de “Crow Haven Corner”.
A loja continua aberta, mas já não pertence à família Cabot. Laura Cabot mantém na mesma uma loja em Salem em Pickering Wharf e um popular destino turístico como também uma importante fonte para todas as bruxas.
Cabot é bastante conhecida pelo seu negócio, palestras e livros.
No final da década de 1980 teve uma participação nos talk-shows Oprah Winfrey Show e Phil Donahue.
Ela é o mais alto perfil de bruxa no mundo. Ela é uma parte do folclore Salem, e uma celebridade local naquela cidade e em toda a costa de Massachusetts.


Confesso que gostaria muito de ter a oportunidade de conhecer alguém como ela. Se vocês lerem o livro O poder da Bruxa, com certeza saberão do que eu estou falando.
Por hoje, fica uma pequena biografia da Laurie, mas no decorrer das semanas vou postando mais sobre essa notável Bruxa.
Hoje fico por aqui, nos vemos na semana que vem.
"Que a luz da Lua nos ilumine sempre".