quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

A importância de se conhecer melhor

Que a Tocha de Hékate ilumine meu caminho!

Bem, continuando com o assunto Bruxaria/Espiritismo da semana passada, encontrei um capítulo do livro A hora é agora! que achei ter tudo a ver.
Vamos ao capítulo então:


GASPARETTO, Zibia. A hora é agora!: desperte para os bons pensamentos e viva em paz. São Paulo: Vida & Consciência, 2016. 

Cap. 33 A importância de conhecer-se melhor

Todos nós formamos uma imagem da nossa personalidade, das qualidades e dos pontos fracos que temos, e acreditamos que ela sela verdadeira. Contudo, algumas vezes somos surpreendidos quando alguém externa sua opinião a nosso respeito, muito diferente do que imaginamos ser.
A opinião dos outros é relativa, uma vez que ninguém pode entrar em nosso íntimo, perceber nossos reais sentimentos. Mas pode também acontecer de nosso julgamento não ser claro o bastante e estar dividido entre o que somos e o que gostaríamos de ser.
O autoconhecimento é fundamental para você poder direcionar suas escolhas de maneira adequada e progredir em todas as áreas de sua vida.
Quer conhecer-se melhor?
Vá para um lugar sossegado, feche os olhos e imagine que está entrando no seu coração. Sinta como está seu mundo interior. Faça as seguintes perguntas, uma a uma, e anote as respostas:

1) Como você se vê?
2) Que opiniões tem sobre a sua vida?
3) Relaciona-se bem com os outros?
4) Que lados da sua personalidade deseja mostrar?
5) Que lados seu encobre a todo custo?
6) Por que?
7) Como vai sua ousadia?
8) Quais são seus medos?
9) Enfrenta seus pontos fracos e tenta melhorar?
10) Assume seus erros?
11) Tem vergonha de dizer não?
12) Como você vê a vida?
13) O que precisa para ser feliz?
14) O que significa o dinheiro para você?
15) Acha que merece ter uma vida próspera e feliz?

Acrescente outras indagações que surgirem durante o processo. Não tenha pressa. Também poderá dividir as perguntas em vários exercícios. Conforme as respostas que obtiver, poderá aprofundar-se nelas, sem racionalizar, sempre indo mais fundo nos seus sentimentos. O raciocínio pode refletir o automatismo subconsciente de falsas crenças aprendidas, que não foram questionadas e continuam influenciando seus pensamentos.
Se você não está satisfeito com a sua vida e deseja melhorar seu padrão, terá que se dedicar e cuidar do seu mundo interior. Aprender seus limites, valorizar qualidades, melhorar sua autoimagem e seus pontos fracos. Abrir a sua mente, aprimorar seus conhecimentos no que puder, desenvolver seu sendo de beleza através da arte, descobrindo a grandeza desta oportunidade que lhe está sendo oferecida, a fim de que possa, dessa forma, cumprir a sua parte no objetivo maior que a vida tem: a elevação do seu espírito.
De todas as conquistas que você pode obter, essa é a mais importante, porquanto todas as coisas deste mundo são transitórias: só seu espírito é eterno. E, ao partir de volta ao mundo espiritual, estará livre do peso limitante da própria ignorância, levará consigo todo o conhecimento adquirido, se sentirá muito melhor.

Acho simplesmente fantástico esse tipo de visão e acho que está corretíssimo. A maioria das pessoas, e até eu mesma, já fez isso: ficar culpando os outros pelas coisas que não dão certo, mas não gastam um pouco do seu tempo para analisarem a si mesmos e verem o que estavam fazendo de errado.
Fico feliz porque eu estou conseguindo fazer isso. :) É um trabalho árduo, pois é algo que devemos sempre estar alertas sobre nossas atitudes... mas vale a pena, isso posso garantir.
Por hoje era isso, até semana que vem.
Que a luz da luz nos ilumine sempre.



quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Autoconhecimento

Que a Tocha de Hékate guie sempre o meu caminho!!

Hoje resolvi escrever sobre autoconhecimento (de novo), pois já publiquei aqui no Blog um texto escrito em 15/02/2012  (A importância do trabalho com a sombra).
Na verdade, estamos sempre aprendendo algo novo e evoluindo. Mesmo que não queiramos, a vida nos impele à evolução, nem que para isso tenhamos que voltar inúmeras vezes para este mundo, até aprender e evoluir.
O que me chama muito a atenção na Bruxaria, são os seus princípios, que, ao meu ver, são os mais coerentes possíveis e, se todos nós (independente da religião que seguimos, praticássemos um pouquinho só, já poderíamos ver inúmeras mudanças ao nosso redor acontecer), mas parece que para isso acontecer ainda vai ser preciso muito aprendizado e compreensão...
Juntamente com meus estudos bruxísticos, tenho frequentado o Centro Espírita Francisco Xavier, na rua Caju, em Porto Alegre e confesso que tem me ajudado muito para eu entender muitas coisas que
me acontecem na vida.
As pessoas tem a mania de achar que se alguém lhes diz que é um Bruxo ou uma Bruxa, que essa pessoa tem tudo o que quer na vida. Mas e como não tem, se é Bruxo? Cadê os poderes, os feitiços? As pessoas perguntam e pensam isso, mas não conseguem entender, que a Bruxaria não é um filme do Harry Potter (como eu também já escrevi aqui). A Bruxaria, na minha visão, vai muito além de um estilo de vida, de uma religião ou algo do gênero. A Bruxaria, nada mais é do que o autoconhecimento, que deveríamos todos ter, independente do credo ou crença que segue. 
As pessoas não querem e não gostam de admitir que possuem um lado "negro" em sua personalidade, tudo mundo gosta só de apresentar o lado bom, o lado mocinho do conto de fadas para os outros e, muitas vezes, não conseguem e nem querem admitir para si mesmos que não são perfeitos. Gostam muito de colocar a culpa no outro. Nunca é EU, é sempre o OUTRO. O outro que não vê, o outro que não pensa...e assim vai, mas ninguém para um momento para ver o que é que está fazendo de errado e o que é que pode fazer para melhorar a si mesmo. Para elas, está tudo perfeito, se o outro mudasse...
E o que eu aprendo na Bruxaria é que o autoconhecimento é bem complicado. É algo difícil de admitir. Crescemos em uma sociedade em que fomos ensinados a mostrar só o que os outros querem ver e somos penalizados quando somos verdadeiros e mostramos nosso outro lado. Um bom exemplo disso é a verdade. Ou seja, ser verdadeiro, não é ter um lado sombrio, mas as pessoas não gostam de ouvir a verdade e muitas delas não querem saber da verdade também. É só observar quando alguém é verdadeiro com outra pessoa, qual é a reação? A pessoa que disse o que pensa, é vista com desconfiança, com raiva e até desdém... os outros passam a não gostar dela e começam a taxá-la de arrogante, de prepotente e por aí vai. Ninguém para para refletir e pensar no que o outro disse. A
primeira reação é sempre pensar: "Mas quem ele pensa que é para dizer isso pra mim? Ele não me conhece!" 
E a pergunta que eu me faço é: E tu? Tu te conheces?
Eu sei que tenho muito a aprender ainda aqui nesse mundo. E agradeço muito por ter conhecido a Bruxaria e frequentar o Centro Espírita. 
Óbvio que daqui a pouco vai aparecer alguém por aqui e vai me acusar de fazer salada de fruta, pois como pode uma Bruxa frequentar um Centro Espírita e por aí vai... e mais uma vez essa pessoa vai mostrar claramente que está em falta com seu autoconhecimento. Antes de sair criticando os outros, por que não parar e pensar sobre o que cada coisa tem a dizer, tem a mostrar?
O Espiritismo é (pesquisando muito rápido na Internet)
  1. 1.
    rel doutrina de cunho filosófico-religioso voltada para o aperfeiçoamento moral do homem por meio de ensinamentos transmitidos por espíritos desencarnados que se comunicam com os vivos esp. através de médiuns.
  2. 2.
    conjunto de práticas e fenômenos associados a essa doutrina.


E todos nós sabemos que existe o Evangelho segundo o Espiritismo, mas o que quero destacar aqui é o sublinhado: voltada para o aperfeiçoamento moral do homem. Isso não tem a ver com o autoconhecimento? Nas palestras que frequento, os palestrantes são categóricos em dizer que somos nós os responsáveis pela nossa felicidade, por nossa vida. Se algo nos desagrada, temos a mania de culpar o outro por isso, ou de não entender o motivo de tal coisa estar acontecendo conosco, por que estamos sofrendo? Perguntamos achando que a resposta vai estar fora e não dentro de nós. A maioria das pessoas não para para pensar em suas atitudes, em suas palavras e em suas ações. Sempre acham que não são merecedores das infelicidades que acontecem, mas esquecem daquele ditado: Colheu o que plantou.
E na Bruxaria também é assim, existem princípios seguidos (vou postar na próxima semana), que nos fazem refletir que também somos responsáveis pelo que acontece a nós e pelo que causamos no mundo em que vivemos. Nós somos responsáveis pelo que nos acontece. Não é porque Deus ou a Deusa quis. Nós temos nossa parcela de responsabilidade pelas coisas e pessoas nas quais nos relacionamos. Não somos vítimas, mas gostamos muito de assumir esse papel.


Acho que já falei demais por hoje, mas acho muito importante discutir isso aqui no blog: autoconhecimento. Não podemos querer meditar, desejar e atrair coisas boas, se não conseguimos entender como nossas emoções e pensamentos funcionam. Como ser um Bruxo correto se queremos aprender tal feitiço para afastar ou prejudicar os outros?  Por que ao invés disso, não ter pensamentos positivos ou aprender algum feitiço que atraia coisas boas para nós, ao invés de desejar o mal para o outro e gastar energia nisso? Isso é manter o lado sombrio ativo e fingir que por fora se preocupa com os outros. É mais fácil mostrar aos outros que é uma pessoa de bem do que assumir que quer aprender algum feitiço para manipular as energias para fazer o mal ao outro.
Mas e se essa pessoa parasse para pensar que se tal pessoa não está com ela, talvez seja porque não é para estar, porque o Universo tem outra pessoa melhor para apresentar? Aí vemos mais um lado sombrio do ser humano: o egoísmo. A maioria não para para analisar o lado do outro, se é melhor estarem juntos ou não. O que vale é: eu quero e pronto. Se vou magoar ou passar por cima, não importa. O que me interesse é EU.
Por hoje é só, desejo que reflitam sobre o que escrevi aqui e que deixem suas opiniões e sugestões, mas já peço de antemão, por favor, se forem se manifestar, que seja com respeito, pois já é um grande passo.
Que a luz da Lua nos ilumine sempre.



quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Tattoos de Bruxas

Que a Tocha de Hékate nos guie sempre!!

Hoje, navegando pela internet, resolvi pesquisar um pouco sobre imagens de tattoos de Bruxas e encontrei umas bem bonitinhas e resolvi postar aqui.
Lá vão elas :)










E para eu não ficar de fora, vou postar as minhas tattoos aqui também :)
Tentei procurar a foto que tem a Roda de Hékate, mas não encontrei. Mas também não há problema, assim que der, eu tiro a foto e posto aqui.




Sigilo de Hékate


Um dos sigilos de Hékate


Não podia deixar de tatuar minha Deusa querida: Hékate.


Essa aqui fui eu quem desenhou e montou a ordem dos símbolos.




Bem, acho que por hora era isso. Até a próxima semana.

Que a luz da Lua nos ilumine sempre!




quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Intolerância reliogiosa

Que a Tocha de Hékate nos guie sempre!


Olhem só o absurdo que encontrei no Face hoje.
O que essa pessoa tem na cabeça além de vento?
Acho que a criatura deve ter se arrependido e tirado a publicação ao alguém se fez passar por ela e publicou o que não devia e depois tirou, porque não vi mais a publicação no perfil da criatura.
Só gostaria de saber que tão importante essa pessoa se acha para afirmar que não agrada a Deus. Em primeiro lugar a pessoa tinha que estudar história para ver o monte de bobagem que está fazendo. Muitas das festividades pagãs foram surrupiadas e alteradas pelos cristão como se fossem deles. Exemplos claros: Natal, Páscoa, Finados... as criaturas comemoram coisas pagãs e estão felizes achando que são cristãs.
O que me dizem do pentagrama em cima da árvores de Natal?
Ó que dó....
É só estudar um pouco, mas o que fazer ou falar de um povo que não lê? Depois ficam reclamando que os governos não respeitam o povo, mas o mesmo também não se respeita. Se soubessem o poder que tem nas mãos, mas se acovardam....Mas isso é um assunto para a Pensadora Mascarada deliberar, não eu.
E para encerrar, quem ela acha que é para saber o que Deus gosta ou não gosta?
No mínimo. Deus iria gostar que as pessoas se respeitassem uns aos outros independente da religião que seguem, creio ser isso o primordial...
Eu não vou na igreja, sinagoga ou terreiro dos outros falar mal ou desrespeitar a religião deles, porque aprendi que antes de qualquer coisa, devemos ter respeito pelo outro. Sem isso, nada faz sentido.
Sinto é pena dessa gente...


Por hoje era isso. Até semana que vem.





quinta-feira, 8 de junho de 2017

Programação de cristais

Que a Tocha de Hékate ilumine sempre o nosso caminho!

Bem, depois de muito tempo sem postar, resolvi retornar com um assunto que estou sempre envolvida: os cristais. O pessoal aqui de casa comenta sobre a quantidade de pulseiras de pedras que eu uso em cada pulso. Meu filho diz que pareço com aqueles "cabides" que existem nas lojas para expôr as pulseiras para venda :)

Não são poucas as pulseiras, mas cada uma delas tem seu significado específico. E cada uma delas deve ser usada em um pulso diferente. A lógica e ordem em que eu as coloco tem todo um fundamento bruxesco por trás :)

Eu voltei a estudar mais a fundo os cristais e, como se sabe, existem algumas regrinhas quando vamos adquirir um cristal ou pedra preciosa (vou abordar esse assunto mais à frente), mas tem uma delas que me deixa meio encucada... A Programação.

Pois é... a gente escolhe o cristal, compra, limpa, energiza e programa. Beleza, mas se cada cristal e pedra já tem seu propósito quando vamos comprar, para quê programar? Por exemplo: "Quero ter sucesso financeiro". Vou comprar uma pirita ou citrino. A resposta já está aí! Vou comprar uma pirita ou um citrino para ir melhor nos negócios... ganhar mais dinheiro, enfim coisas ligadas ao material financeiro. Se essas pedras já são indicadas para isso, me digam para que raios vou programar a pedra? 

Confesso, não me aprofundei ainda no estudo das pedras como eu planejei, mas tenho alguns livros sobre o assunto que versam sobre a utilidade delas. Se uma pedra é para o amor ou amizade: quartzo rosa, por quê eu vou programá-lo? Algum conhecedor de cristais e pedras (os povos antigos) provavelmente testaram a eficácia de determinado cristal para determinada função. Se no teste a ametista serviu para evitar os pesadelos, então ela é pra isso e deu. Para que eu vou programar? Claro, ela tem outras funções, mas vocês estão entendendo o que eu estou querendo dizer? Me parece com algo parecido com uma pessoa querendo programar o sol para esquentar :)

Posso estar dizendo a maior das idiotices, mas deixo claro que é a MINHA OPINIÃO, se alguém discordar sinta-se à vontade, não sou dona da verdade, apenas peço respeito com a opinião alheia :)
Confesso que nos primórdios eu programava minhas pedras, mas hoje eu só limpo e energizo, não vejo sentido em programar. Vejo em sites que explicam como programar determinado cristal tipo: "Eu te programo para curar tal doença"... é o que eu diria para um quartzo verde, mas se a pedra já é pra cura, pra quê programar. É a mesma coisa querer programar um lápis para apagar. E, mesmo que digam que é mais um reforço para a função do cristal, eu discordo. Já imaginaram se eu resolvo programar meu ônix para me trazer dinheiro invés de proteção? Será que vai funcionar? 

É como eu disse antes... tudo vai da intenção de cada um... mas se eu compro uma pedra para proteção acredito não ter sentido eu querer usá-la para outra coisa.

Sei também que nos livros e sites tem o velho: 

"Quando estiver sintonizado com o cristal, diga em voz alta:
Eu programo esse cristal para (descreva seu propósito)."

Mas se a pedra já vem com uma função é só usar para aquela função, claro, depois de limpar e programar :) 
Simples assim. Pelo menos é assim que eu faço com os meus cristais. Provavelmente muitas pessoas vão me criticar, mas como eu falei antes, cada um na sua opinião. Eu não critico (quem sou eu para fazer isso?) quem programa, só acho que é chover no molhado, como programar uma sombrinha a proteger da chuva... 
O que se deve ter bem claro é que, para tudo que formos fazer na Bruxaria, o mais importante é o Bruxo estar em paz, com a mente calma e serena e estar bem ciente do que está fazendo. Porque de nada adianta fazer altas programações no cristal ou pedra se, na hora de fazer o feitiço, não direcionar a energia e não saber ao certo o que está fazendo...
Por hoje é só seres... até a quinta-feira que vem.
Fiquem com a sabedoria de Hékate,

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Absurdo Facebook

Que a Tocha de Hékate ilumine nossos caminhos.

Estou muito indignada... algum idiota do Facebook resolveu denunciar meu blog como conteúdo abusivo e agora eu não consigo compartilhar as postagens daqui no Face. No Twitter está tudo bem, mas no Face.
Oras... nunca ofendi ninguém nem falei mal de outras religiões e, no entanto, estou sendo impedida de compartilhar o conteúdo estudado aqui na rede social :(
Quer dizer, bloqueiam meu blog, ninguém me avisa e aonde está a porcaria do respeito? É a minha religião, por que não posso postar no Face? 
Gente ridícula e intolerante.
Religião nenhuma é melhor que a outra!!!



Por enquanto era isso, espero que essa gente ignorante tenha as ideias iluminadas pela Sabedoria de Hékate e que assim seja e assim se faça,


segunda-feira, 15 de maio de 2017

Cia das Pedras Brasileiras

Que Hécate guie sempre os nossos caminhos!

Olá, hoje vou postar informações sobre uma loja muito boa que vende cristais e pedras preciosas.

Para nós, Bruxos, que estamos sempre utilizando cristais e pedras em nossos rituais, ela é perfeita!
A Cia das Pedras Brasileiras fica no Shopping Total, 2º piso, Loja 2065 - Av. Cristóvão Colombo, 545. Porto Alegre/RS. Telefone: (51) 3030-6365










Sempre que preciso comprar meus cristais para meus rituais, eu vou à Cia das Pedras.
O atendimento é muito bom, o pessoal é super simpático!





Tarot Mitológico - Telefone novo

Que Hécate guie sempre nossos caminhos!

Olá,
Estou aqui postando para comunicar a mudança do número de telefone para quem quiser marcar uma consulta com o Tarot Mitológico.





Até a próxima!